Dr. Otávio Melo - Como diminuir a dor na coluna? 10 alimentos que ajudam a aliviar

Coluna

Como diminuir a dor na coluna? 10 alimentos que ajudam a aliviar

A dor na coluna é um sintoma bem desconfortável e muito presente em grande parte da população. Sabendo disso, a busca por tentar aliviar essas dores são constantes, mas o que nem todo mundo sabe é a relação entre a dor na coluna e o consumo de determinados alimentos. 

 É a partir do acompanhamento de profissionais qualificados, de hábitos diários melhorados e de uma alimentação adequada que as dores nas costas do paciente podem ser aliviadas.

Para ter mais informações a respeito dessa temática, confira este post!

Dor na coluna

bastante comum entre as pessoas e atinge tanto os mais jovens como os mais velhos. Ela pode estar relacionada a diversos fatores, como: inflamação do nervo ciático, dor na região lombar, entre outras.

Quais são as causas dessas dores? 

As causas podem ser muitas, mas podemos destacar aqui um hábito diário que é altamente prejudicial: a postura incorreta ao sentar.

É preciso que você preste muita atenção na forma como se senta e no tempo em que permanece nessa posição, pois se realiza essa ação de forma incorreta, pode ser esse o principal motivo para o surgimento dessas dores tão incômodas.

Além disso, é importante que se tenha atenção ao consumo de alimentos que podem inflamar o nervo ciático (chamados: alimentos pró-inflamatórios), pois esta inflamação pode contribuir no aumento das dores.

Sabendo disso, os cuidados para se evitar e diminuir as dores nas costas são relativamente simples, pois se baseiam, principalmente, na postura e no consumo de alimentos bons para as dores articulares. 

Saiba quais são os alimentos pró-inflamatórios

Os alimentos pró-inflamatórios, ou seja, aqueles que ajudam a produzir substâncias inflamatórias no organismo, estão muito presentes no dia a dia da sociedade, confira abaixo alguns desses alimentos: 5 desses alimentos e saiba o que eles podem causar ao serem consumidos:

  • Laticínios;
  • Trigo;
  • Milho;
  • Açúcar;
  • Derivados da soja. 

É importante que você, ao sentir alguma dor na coluna, procure profissionais de excelência e confiança, além de evitar esses alimentos, pois podem ser eles os principais causadores dessas dores. 

Leia também:

Quero assinar a newsletter! Clique aqui!

Confira aqui alguns alimentos que podem aliviar sua dor na coluna

Para buscar uma vida livre de dores nas costas, é importante que se tenha uma alimentação adequada, fazendo o consumo de alimentos que ajudam a aliviar as dores articulares. Para construir esse hábito alimentar, veja alguns dos alimentos que podem ser benéficos para amenizar a suas dores na coluna:

Brócolis e couve

Os vegetais verde-escuros, como o espinafre, a couve, o brócolis e a acelga, agem como, têm cálcio em abundância e servem para proteger os ossos. Na couve e no brócolis, especificamente, foi notada a presença de sulforafano, que é uma substância que atua contra danos nas articulações. 

Gengibre

Tem uma ligação direta no inchaço e na dor. É possível que o gengibre seja um forte aliado para quem tem muitas dores nas articulações por conta da artrite reumatoide. No entanto, as propriedades benéficas estão próximas à casca do alimento, por isso, é recomendado não descascar o gengibre.

Cebola

A cebola possui fitoquímicos que ajudam a reduzir as inflamações do corpo. A quercetina, especialmente, é um antioxidante natural que atua diretamente no alívio das inflamações. 

Frutas vermelhas

São fontes de fitoquímicos conhecidos como antocianinas, responsáveis, também, por possuírem uma atuação anti-inflamatória; ademais, essas frutas apresentam um tipo de proteção sobre as cartilagens. Como exemplo, temos: morango, framboesa e amora. 

Maçã

Além de ser uma fonte de antioxidante, a maçã atua como amenizadora de inflamações. Ela também contém a quercetina, que ajuda a melhorar a saúde dos vasos sanguíneos, que levam os nutrientes para as articulações. 

Abacaxi

O abacaxi é rico em bromelina e tem um teor de vitamina C alto. A enzima bromelina atua tanto na digestão de proteínas como no bloqueio de agentes causadores de inflamações em várias partes do corpo. 

Mamão papaia

O responsável pelo alívio das inflamações em todo o corpo, nesse caso, é a papaína, que se encontra no mamão, podendo amenizar dores nas articulações e na próstata, por exemplo.

Abacate

O abacate contém bastante luteína, que é uma substância capaz de combater os radicais livres que, quando ficam em excesso, podem provocar algumas doenças, a exemplo da artrite. Ele possui também, um fitoesterol que tem como finalidade atuar como anti-inflamatório. O abacate, além de ser recomendado para dores nas costas, é também benéfico para dietas de emagrecimento.

Laranja

A laranja contém bastante bioflavonoide de citrino, o que colore toda ela, seja a casca, a raiz, a semente ou a planta e essa substância é responsável pela ação antioxidante no organismo, que permite a dilatação nos vasos sanguíneos, uma boa circulação do sangue, além de atuar como anti-inflamatório.

Encontre a qualidade de vida!

Ao conhecermos os alimentos que podem ajudar no combate às dores na coluna, percebemos a importância de priorizar esses alimentos e evitar aqueles que podem provocar inflamações no nosso corpo, porém é imprescindível que esses cuidados se dêem com o acompanhamento de um profissional de confiança, para que seja possível ficar livre das dores na coluna e alcançar uma boa qualidade de vida.

 

Quer conhecer outras formas de diminuir as dores e aumentar a sua qualidade de vida? Então, baixe o e-book: Guia definitivo sobre postura corporal e entenda como a postura correta pode diminuir exponencialmente as dores e melhorar o seu desempenho no dia a dia.

 

eBook - Guia sobre postura corporal

Compartilhar nas redes sociais:
Dr. Otávio Melo
Siga o Instituto Regenius nas redes sociais:

SÃO PAULO

BELO HORIZONTE

Aviso Legal

- Respostas terapêuticas dependem de múltiplas variáveis e características biológicas individuais de cada organismo. Os dados apresentados não configuram promessas de resultado, e nem garantias de que se o mesmo método for aplicado em pessoas diferentes alcançarão os mesmos benefícios.
- As informações contidas nesse site são de caráter meramente informativo e não tem como objetivo substituir consultas médicas, avaliação por profissionais de saúde, nem sugerir diagnósticos ou recomendação para tratamentos específicos.
- Os métodos apresentados possuem referências em artigos publicaods na literatura científica internacional, e  podem corresponder tanto a procedimentos regulamentados quando experimentais, de acordo com a regulamentação dos respectivos Conselhos Federais, à época do acesso, no Brasil.
-  As imagens ilustrativas foram obtidas em estúdio, banco de imagens, fontes da internet, fornecedores, parceiros ou simulações. Conforme a regulamentação vigente não publicamos fotos de pacientes reais. 

Image